PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Moeda venezuelana se desvaloriza 36,82% e supera taxa paralela de câmbio

28/01/2019 22h42

Caracas, 28 jan (EFE).- A moeda venezuelana, o bolívar, perdeu 36,82% do seu valor em relação ao dólar no último leilão de divisas oficial (Dicom), segundo informou nesta segunda-feira o Banco Central da Venezuela (BCV) em seu site oficial, e superou a taxa paralela de câmbio.

O leilão de hoje terminou com cada dólar sendo trocado nos canais regulares por 3.299,12 bolívares, frente aos 2.084,39 bolívares estabelecidos no leilão da sexta-feira passada.

Dessa forma, a taxa de câmbio oficial supera em 3,35% à estabelecida no mercado negro pelo site Dolar Today, o qual o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, acusou de estar por trás de uma "guerra econômica" contra o seu governo.

Com a desvalorização, o salário mínimo, de 18.000 bolívares, passa a valer apenas US$ 5,46, na faixa da extrema pobreza - segundo a ONU, que fixou em US$ 1,20 diário o patamar da miséria.

Na Venezuela existe desde 2003 um ferrenho controle de câmbio que reserva ao Estado o uso e a adjudicação das divisas.

Maduro decretou no início deste mês um aumento salarial de 300% e tomou outras medidas de "correção" ao programa econômico que lançou em agosto do ano passado, e que foi criticado por opositores e analistas por considerá-lo combustível para a hiperinflação que assola o país.

A constante desvalorização da moeda local ocorre em meio à elevada tensão política pela qual passa a Venezuela depois que o líder do parlamento, o opositor Juan Guaidó, se autoproclamou presidente em exercício do país. EFE