PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Cazaquistão elabora lista de países dos quais quer atrair investimentos

06/02/2019 16h30

Astana, 6 fev (EFE).- O Ministério das Relações Exteriores do Cazaquistão elaborou uma lista com os principais países dos quais quer atrair investimentos, segundo anunciou nesta quarta-feira o chanceler cazaque, Beibut Atamkulov.

"Para um trabalho mais efetivo na hora de atrair investimentos, o Ministério elaborou uma lista de 40 países prioritários", disse Atamkulov durante uma reunião com embaixadores credenciados em Astana.

O chefe da diplomacia cazaque explicou que nessa lista aparecem países como Estados Unidos, Rússia, China e Japão, além de nações europeias como Alemanha, França, Espanha e Itália, e do Oriente Médio, como o Irã, Arábia Saudita e Catar.

O governo do Cazaquistão começou no ano passado a apostar na diplomacia "econômica" para atrair novos investimentos em 2019 e promover as exportações cazaques nos mercados estrangeiros.

Dessa forma, o país procura diversificar sua economia e reduzir a dependência do petróleo, gás e metais não ferrosos - principalmente urânio -, as principais matérias-primas que exporta.

"Em 2018 o valor total das exportações chegou a US$ 54,7 bilhões", informou Atamkulov.

Para avançar ao patamar de economia autossuficiente, a Chancelaria cazaque também pretende trabalhar junto com outros ministérios do país em questões relacionadas com o cumprimento dos padrões internacionais durante os processos de produção e embalagem.

Em dezembro do ano passado, o presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, nomeou Atamkulov como novo ministro das Relações Exteriores com o objetivo de impulsionar a atividade econômica com o exterior.

Economista de carreira, Atamkulov conta com uma longa experiência em comércio internacional como diretor-geral adjunto da companhia Sauda ("comércio" em cazaque), dedicada à distribuição de produtos entre a Ásia e a Europa. EFE