PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Atividade hoteleira em Paris caiu após protestos dos "coletes amarelos"

08/02/2019 12h36

Paris, 8 fev (EFE).- A atividade hoteleira em Paris caiu 5,6% em dezembro do ano passado em comparação com o mesmo mês de 2017, devido, "provavelmente", aos protestos dos chamados "coletes amarelos", anunciou nesta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatísticas (Insee).

As diárias hoteleiras aumentaram em outubro e novembro na França, mas em dezembro caíram 1,2%, uma queda que foi mais acentuada na capital e sua região (-3%).

O Insee informou em comunicado que esta queda está "provavelmente vinculada ao movimento social dos 'coletes amarelos'" e se deveu "essencialmente" a uma queda da clientela nacional.

O quarto trimestre do ano registrou um balanço positivo, com uma alta de 2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Assim, foi a alta mais forte desde o primeiro trimestre de 2018 (+7,8%), após um crescimento de 1,7% e de 1% no segundo e terceiro trimestres, respectivamente.

Os dados positivos do quarto trimestre se deram principalmente devido à clientela estrangeira não residente na França (+4,7%), embora a dos residentes também tenha crescido (+0,9%).

O número de diárias cresceu 1,5% no país, após uma alta de 2,2% no trimestre anterior, com maior força nos hotéis de alto padrão, que atraem cada vez mais clientes (+4,9%), enquanto houve queda nos hotéis de uma e duas estrelas. EFE