PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Amazon cancela projeto e desiste de abrir nova sede em Nova York

14/02/2019 16h19

Nova York, 14 fev (EFE).- A Amazon anunciou nesta quinta-feira que cancelou o projeto para abrir uma nova sede no distrito de Long Island City, na cidade de Nova York.

Em texto divulgado no blog da empresa, a Amazon afirmou que o projeto precisava de "relações positivas e colaborativas" com os políticos locais e estaduais a longo prazo. No entanto, vários deles se mostraram críticos à presença da companhia na cidade.

A Amazon disse ter ficado "decepcionada" com a decisão desses políticos e afirmou, citando pesquisas de opinião, que 70% dos nova-iorquinos apoiavam o investimento da empresa na cidade.

No texto, a Amazon agradeceu ao governador do estado, Andrew Cuomo, e ao prefeito de Nova York, Bill de Blasio, pelo "trabalho incansável" para promover investimentos e criação de empregos.

O compromisso e a dedicação dos dois políticos, disse a Amazon, é uma das razões que tornou o cancelamento do projeto tão difícil.

A empresa também afirma que não buscará um novo local para construir uma nova sede após a "perda" de Long Island City.

"Seguiremos com o planejado no norte da Virgínia e em Nashville. Continuaremos contratando e crescendo nos nossos 17 escritórios corporativos e centros tecnológicos nos Estados Unidos e no Canadá", explicou a Amazon no texto publicado em seu blog.

Em novembro do ano passado, a Amazon anunciou a intenção de construir duas sedes nos estados da Virgínia e de Nova York. O investimento previsto era de US$ 5 bilhões, com 50 mil empregos diretos gerados no total.

Mas, em Nova York, organizações civis e políticos democratas criticaram os incentivos fiscais oferecidos pelo estado a Amazon. Além disso, eles questionavam os impactos da construção da sede da empresa em Long Island City, afirmando que a presença da empresa afetaria a qualidade dos serviços públicos no distrito e também elevaria os custos com moradia no local.

A oposição organizou uma série de audiências públicas sobre o projeto na Câmara Municipal de Nova York para fiscalizar os incentivos fiscais oferecidos por estado e cidade a Amazon.

O "The Washington Post", jornal que pertence a Jeff Bezos, fundador e executivo-chefe da Amazon, publicou que a empresa estava reconsiderando os planos de abrir uma sede em Nova York devido à oposição política. Uma das figuras-chave no movimento contra a empresa é a congressista democrata Alexandria Ocasio-Cortez.

Cuomo explicou que a presença da Amazon elevaria a arrecadação do estado em US$ 27 bilhões, o que compensaria os US$ 3 bilhões em incentivos concedidos a empresa. Na semana passada, o governador de Nova York afirmou que pediria aos opositores para explicar a perda de 25 mil empregos caso o projeto fosse cancelado. EFE