PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Guaidó lidera novos protestos contra blecaute na Venezuela

12/03/2019 22h33

Caracas, 12 mar (EFE).- O líder do parlamento da Venezuela, Juan Guaidó, reconhecido por cerca de 50 países como presidente em exercício do país, liderou nesta terça-feira os protestos da oposição contra o blecaute massivo ocorrido na quinta-feira passada, pelo qual o chavismo tenta responsabilizá-lo.

O líder opositor esteve à frente de manifestações em Caracas ao percorrer vários distritos em caravana e fazer breves discursos diante de centenas de seguidores, que tomaram as ruas atendendo o chamado que ele mesmo tinha feito na véspera.

Guaidó reiterou suas acusações contra o governo de Nicolás Maduro, o qual acusa de acentuar a crise elétrica do país por incorrer em mau uso de milionários recursos e inaptidão na administração do setor.

Além disso, aproveitou a ocasião para responder às acusações sobre sua suposta participação em uma "sabotagem" e em um "ataque cibernético" contra a usina hidrelétrica de El Guri, a principal do país e geradora de cerca de 70% da energia consumida pela Venezuela.

"A Venezuela sabe quem sabotou o país, a Venezuela sabe que faz uma década que decretaram a emergência elétrica, que roubaram US$ 100 bilhões", disse Guaidó, em referência às cifras que foram investidas no setor nos últimos anos.

Nesta terça-feira, o procurador-geral, Tareq Saab, anunciou diante do Supremo Tribunal que abriu uma nova investigação contra Guaidó, desta vez pela suposta sabotagem que provocou o blecaute.

Saab explicou que este expediente se soma a outro que foi aberto em janeiro contra Guaidó devido à sua autoproclamação como presidente interino. EFE