PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Trabalhadores são encontrados mortos após colapso de mina na RD do Congo

28/03/2019 12h31

Kinshasa, 28 mar (EFE).- Pelo menos 14 pessoas morreram em uma mina em Kalehe, no leste da República Democrática do Congo, por causa de um deslizamento de terra provocado pelas fortes chuvas, confirmaram nesta quinta-feira à Agência Efe fontes da sociedade civil.

"Cerca de 40 mineradores permanecem enterrados. Recuperamos 14 corpos e outras 11 pessoas estão feridas. Agora estamos tentando organizar a ajuda", disse à Efe por telefone o ativista da sociedade civil da região, Emmanuel Elameji.

O acidente aconteceu na quarta-feira na mina de Kalimbi Nyabibwe, na província oriental do Kivu do Sul, uma região que também é afetada pelas ações do grupo insurgente hutu Forças Democráticas para a Libertação de Ruanda (FDLR).

Segundo o ativista, que denunciou que não há apoio nas ações de resgate por parte do governo nem da Missão das Nações Unidas na República Democrática do Congo (Monusco), as fortes chuvas provocaram o colapso dos túneis artesanais que tinham sido escavados pelos mineradores.

Em outubro de 2018, 25 corpos foram encontrados em estado de decomposição em uma mina em Misisi, também situada em Kivu do Sul, como consequência de um desmoronamento provocado pelas fortes chuvas.

Esses acidentes são comuns no país africano, que é rico em recursos minerais. Muitas dessas minas, no entanto, são informais, não atendem às medidas de segurança e são operadas por diferentes milícias, o que prejudica as operações de resgate. EFE