IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Revista alemã revela que oito represas da Vale estão em estado "preocupante"

30/03/2019 07h10

Berlim, 30 mar (EFE).- Oito barragens da Vale no país estão em estado "preocupante" ou "especialmente preocupante", de acordo com um estudo da auditora alemã TÜV Süd, ao qual a revista semanal "Der Spiegel", também da Alemanha, teve acesso.

O relatório, de 12 páginas e caráter provisório, foi revelado pela revista neste sábado e mostra que a auditora alemã alerta a Vale e também as autoridades brasileiras da possibilidade de ocorrer novos desastres como o de Brumadinho, em janeiro, onde mais de 200 pessoas morreram.

Segundo os analistas alemães, uma represa da empresa de mineração está em estado "preocupante" e outras sete, em situação "especialmente preocupante".

Todas estas barragens para resíduos de mineração classificadas como de alto risco são encontradas em Minas Gerais, assim como a de Brumadinho.

Após o alerta da auditora, Vale realocou os moradores em risco por cinco destas represas e suspendeu as operações outras duas, informa a "Der Spiegel".

No dia 25 de janeiro, uma barragem da Vale se rompeu em Brumadinho e o rio de lama e resíduos minerais enterrou em questão de segundos as instalações da mina e das casas vizinhas, deixando um saldo de 209 mortos e 97 desaparecidos, além de danos ambientais incalculáveis.

Após a tragédia, as autoridades iniciaram uma investigação para esclarecer a responsabilidade da Vale no desastre, a segunda protagonizada pela mineradora em pouco mais de três anos.

Em 2015, a ruptura de vários diques da mineira Samarco, controlada pela Vale e BHP Billiton, causou 19 mortos em Mariana, também em Minas Gerais, e provocou a maior catástrofe ambiental da história do país. EFE

Mais Economia