PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Facebook reduz exposição de grupos que publicam informações falsas

10/04/2019 17h33

San Francisco, 10 abr (EFE).- O Facebook anunciou nesta quarta-feira um novo pacote de medidas destinadas a combater a propagação de informações falsas na rede social, entre as quais se destaca a promessa de reduzir a exposição de grupos que, "de forma reiterada", compartilham este tipo de publicações.

"Quando as pessoas em um grupo compartilharem de forma reiterada conteúdos que foram identificados como falsos por revisores independentes, reduziremos a exposição desse grupo no 'feed de notícias'", indicaram em comunicado conjunto o vice-presidente do Facebook para Integridade, Guy Rosen, e a chefe de Integridade no Canal de Notícias, Tessa Lyons.

A redução da exposição na plataforma foi implementada hoje mesmo em nível global e a rede social mais usada do mundo também prometeu aumentar o trabalho com revisores independentes, a maioria do mundo da imprensa, para oferecer indicadores aos usuários sobre a veracidade das informações que circulam pelo Facebook.

"Precisamos encontrar soluções que reforcem a tarefa jornalística original, promovam as informações confiáveis, complementem nossos programas existentes de verificação e permitam que as pessoas se expressem de maneira livre, sem que seja o Facebook a julgar o que é certo", informou a companhia.

A empresa de Menlo Park (Califórnia, EUA) também revelou mudanças neste mesmo sentido em outras plataformas da sua propriedade, como o Instagram, que atualizará seu algoritmo para reduzir a exposição de conteúdos que forem considerados "não apropriados", embora estes não violem explicitamente as normas de uso.

Para o aplicativo de mensagens Messenger, o Facebook começará a usar a partir desta semana uma "credencial verificada" para garantir que os usuários são quem dizem ser e evitar, assim, roubos de identidade e outros tipos de fraude.

Por outro lado, a empresa de Mark Zuckerberg também disse estar avançando no uso de inteligência artificial para evitar que cheguem aos usuários notificações ou informações relativas a pessoas que morreram e que os perfis destas pessoas continuem recebendo convites e mensagens de aniversário. EFE