PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Câmara de Comércio das Minorias dos EUA elege filho de Trump o "Homem do Ano"

31/12/2019 13h13

Miami (EUA), 31 dez (EFE).- A Câmara de Comércio das Minorias dos Estados Unidos (CCMUSA) anunciou nesta terça-feira que entregará no próximo dia 13, no sul da Flórida, o prêmio de "Homem de Ano" para Donald Trump Jr..

Doug Mayorga, presidente da CCMUSA, explicou à Agência Efe que o filho do presidente dos EUA, Donald Trump, será homenageado pela liderança empresarial nos negócios do magnata que está na chefia do governo.

Além disso, destacou a publicação do primeiro livro de Trump Jr.: "Triggered: How The Left Thrives on Hate and Wants to Silence Us" (Provocado: Como a Esquerda se Alimenta do Ódio e Quer nos Calar).

O filho do presidente americano, que administra as empresas da família junto com o irmão Eric é "exemplo claro do espírito empreendedor dos Estados Unidos", conforme afirmou Mayorga.

O presidente da Câmara de Comércio das Minorias admitiu que o prêmio pode gerar polêmica, mas garantiu que a entidade é independente e apolítica, e é formada por pessoas do meio empresarial, que avaliam o trabalho realizado.

Mayorga disse que para demonstrar imparcialidade, o empresário, ex-prefeito de Nova York e um dos pré-candidatos do Partido Democrata às eleições presidenciais, Michael Bloomberg, foi convidado para discursar na Cúpula Anual de Diretores Gerais das Américas, que acontecerá também no dia 13 de janeiro.

A cerimônia de premiação e o encontro de empresários acontecerão no Hotel Trump National, que pertence ao presidente dos EUA, localizado em Doral, cidade nos arredores de Miami.

Além de Trump Jr., a governadora de Porto Rico, Wanda Vázquez, será homenageada como a "Mulher do Ano". Já o mexicano Carlos Slim recebará a honraria de "CEO do Ano", e a diretoria da American Airlines Christine Valls, como Executiva Corporativa do Ano".

A CCMUSA é uma organização privada, com mais de 25 mil membros nos Estados Unidos e América Latina. A entidade visa o desenvolvimento econômico e tecnológico da região, o fomento das exportações, importações, além da melhora nas infraestruturas da região. EFE

PUBLICIDADE