PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Iraque diz que ataque dos EUA não afeta produção de petróleo do país

03/01/2020 12h45

Bagdá, 3 jan (EFE).- O Ministério do Petróleo do Iraque informou nesta sexta-feira que poucos funcionários de empresas petrolíferas deixaram o país após o ataque dos Estados Unidos em Bagdá que matou um dos principais líderes militares do Irã, e que suas operações de produção e exportação da matéria-prima não foram afetadas.

Em comunicado, a pasta negou que os funcionários estrangeiros que trabalham nas companhias petrolíferas no sul do Iraque tenham deixado o país, com exceção de alguns de nacionalidade americana.

A Embaixada dos Estados Unidos no Iraque pediu aos cidadãos americanos para que saiam imediatamente do país e recomendou que o façam preferivelmente por avião, segundo um alerta divulgado após o bombardeio nas proximidades do aeroporto de Bagdá.

O Ministério do Petróleo reiterou que a situação nos campos de produção e extração em todo o país é "normal", lançando assim uma mensagem de calma aos mercados. Mesmo assim, o preço do barril do Brent subia 3,82% no início da tarde, cotado a US$ 68,77, e o do Texas (WTI) avançava 3,64%, para US$ 63,41. EFE