PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Após discurso de Trump sobre Irã, Wall Street tem altas e recorde na Nasdaq

08/01/2020 21h27

Nova York, 8 jan (EFE).- Wall Street teve uma quarta-feira de altas em seus três principais indicadores, com direito a recorde no Nasdaq Composite, após um discurso do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugerindo que as tensões com o Irã estão diminuindo.

O Dow Jones Industrial, indicador de referência da Bolsa de Nova York, subiu 0,56%, para 28.745,09 pontos, ficando perto de sua melhor marca, registrada no pregão do último dia 2, que foi de 28.868,80.

O seletivo S&P 500 avançou 0,49%, para 3.253,05, e ficou mais próximo ainda de seu recorde, de 3,257.85, também registrado no segundo dia do ano. Já o Nasdaq Composite, protagonista do dia, chegou a 9.129,24 pontos, superando os 9.092,19 do dia 2.

Após os ataques de ontem do Irã a bases ocupadas por tropas americanas no Iraque - que não provocaram baixas ou danos materiais graves, e que foram uma reação à morte do general Qasem Soleimani em uma operação dos EUA na última sexta -, o presidente Donald Trump fez hoje um discurso na Casa Branca sem citar retaliações militares, apenas novas sanções econômicas.

Os mercados mundiais, que aguardavam com grande expectativa esse pronunciamento, reagiram de forma favorável, e não foi diferente em Wall Street.

No Dow Jones, as quedas mais significativas ocorreram por outros fatores. As das ações do Walgreens (-5,84%) ocorreram em reação dos investidores ao anúncio de resultados trimestrais considerados piores do que o esperado. Já as da Boeing (-1,75%), devido a uma nova polêmica por um acidente com um de seus aviões - ocorrido ontem justamente no Irã, mas sem provas de relações com as tensões entre EUA e a república islâmica.

Na noite de terça-feira, um Boeing 737 NG - modelo diferente do MAX 8, cujos voos estão suspensos em todo o mundo devido a dois acidentes fatais em 2018 e 2019 - caiu pouco após decolar no aeroporto internacional de Teerã, o que causou a morte de seus 176 ocupantes, que viajavam para a Ucrânia.

As maiores altas hoje no índice foram dos papéis de Unitedhealth (2,11%), American Express (1,73%), Visa (1,71%), McDonald's (1,62%), Apple (1,61%) e Microsoft (1,59%).

No horário de fechamento da bolsa, a onça do ouro caía para US$ 1.559,60, e o rendimento dos treasuries com vencimento em 10 anos aumentava para 1,87%. EFE