PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Espanha aprova novas medidas econômicas para contornar impacto da pandemia

16/06/2020 16h03

Madri, 16 jun (EFE).- O governo da Espanha aprovou nesta terça-feira uma série de novas medidas econômicas para tentar atenuar o impacto da crise causada pela pandemia de Covid-19, que paralisou a economia mundial.

Em reunião semanal, o governo aprovou o chamado Fundo Covid-19, que destinará 16 bilhões de euros às regiões autônomas. Os locais mais impactados receberão mais dinheiro, segundo informou em entrevista coletiva a ministra da Fazenda, María Jesús Montero.

Esses recursos não precisarão ser devolvidos, mas, segundo os planos do governo, deverão ser utilizados principalmente na recuperação dos serviços de saúde (9 bilhões de euros) e de educação (2 bilhões de euros).

O resto do dinheiro compensará as regiões autônomas (que administram muitos dos serviços diretos aos cidadãos espanhóis) pela queda de receita causada pelo confinamento para evitar a propagação do coronavírus SARS-CoV-2.

Também foi aprovada uma última parcela de 15,5 bilhões de euros pelo Instituto de Crédito Oficial (ICO), dos quais 7,5 bilhões serão colocados à disposição das pequenas e médias empresas, enquanto 5 bilhões ficarão para as grandes empresas.

Ao todo, 2,5 bilhões de euros serão reservados para o poderoso setor do turismo, a fim de garantir empréstimos às pequenas e médias empresas e aos trabalhadores autônomos, mas também para cobrir necessidades de liquidez ou fazer investimentos, explicou Montero.

O governo espanhol ainda aprovou um plano de ajuda de 1.900 a 5.500 euros para a aquisição de veículos eléctricos ou híbridos plug-in, de modo a modernizar o país e dinamizar a indústria do setor.