PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Boris Johnson mostra pessimismo sobre acordo pós-Brexit com União Europeia

08/12/2020 15h36

Londres, 8 dez (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, demonstrou pessimismo nesta terça-feira sobre o acordo pós-Brexit com a União Europeia, embora garanta que ainda espera conseguir fechar um acordo comercial nos próximos dias.

"Muito, muito complicadas", disse o chefe de governo, sobre as conversas.

O premiê fez as declarações poucos dias antes de viajar para Bruxelas, capital da UE, para diálogo presencial com a presidente da Comissão Européia (CE), Ursula von der Leyen, em tentativa de quebrar o impasse devido a falta de progresso em várias questões.

O negociador-chefe da União Europeia, Michel Barnier, indicou que o tempo está se esgotando para o acordo, pois restam apenas três semanas para a separação definitiva, que, segundo Johnson, ocorrerá com ou sem um pacto no fim do período de transição.

Londres e Bruxelas manifestam que ainda existem diferenças significativas sobre três questões: garantias para assegurar uma concorrência justa entre empresas britânicas e da UE; pesca; e mecanismos para a resolução de disputas sobre o futuro acordo.

"Nossos amigos precisam entender que o Reino Unido deixou a UE para que possamos exercer controle democrático sobre a forma como fazemos as coisas", disse Johnson.

Hoje, o porta-voz da Comissão Europeia, Daniel Ferrie, admitiu que não está excluída a possibilidade das negociações seguirem em 2021, caso um pacto entre as duas partes, que obrigaria a regulação entre as relações comerciais com o Reino Unido serem sob as regras da Organização Mundial de Comércio (OMC).

"Se esse acordo não estiver em vigor em 1º de janeiro, então teremos uma situação de não acordo. Não está excluído, da nossa parte, continuar sobre a base que nos foi dada", afirmou.