PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Agência europeia terminará de analisar vacina de Oxford no "final de janeiro"

08/01/2021 16h11

Amsterdã, 8 jan (EFE).- A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) informou nesta sexta-feira que espera concluir a análise da vacina contra a covid-19 elaborada pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca "no final de janeiro", com base nos dados recebidos nesta última semana por parte dos desenvolvedores.

O último pacote de informações sobre segurança, eficácia e qualidade da vacina já foi recebido pela agência, que espera que a farmacêutica apresente na semana que vem uma soliticação para que os cientistas da entidade recomendem à Comissão Europeia a concessão de uma licença de uso condicional na União Europeia (UE).

"Estamos em diálogo contínuo com a empresa e recebemos novas informações o tempo todo. A empresa ainda não apresentou uma solicitação formal de autorização de comercialização para esta vacina. Comunicaremos quando estiverem prontos para enviar uma solicitação de autorização", confirmou à Efe nesta sexta-feira uma porta-voz da EMA, Rebecca Harding.

Em evento público no qual a agência explicou a análise da vacina da Moderna, aprovada na quarta-feira passada, a diretora da EMA, Emer Cooke, calculou que poderá "ser tomada uma decisão antes do final de janeiro" sobre uma possível Autorização de Comercialização Condicional na UE.

Segundo ela, a data concreta na qual o Comitê de Medicamentos para Uso Humano (CHMP) se reunirá para terminar a avaliação dos dados será confirmada quando a AstraZeneca enviar a solicitação para uma autorização. Caso seja dado o aval, a farmacêutica precisará continuar os estudos de ensaios clínicos durante vários anos, monitorar a campanha de vacinação e informar a EMA periodicamente.

Até o momento, a Agência Europeia de Medicamentos, sediada em Amsterdã, só recomendou uma licença para as vacinas desenvolvidas por Pfizer e BioNTech, no dia 21 de dezembro, e pela Moderna, na quarta-feira passada.

PUBLICIDADE