PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Equador confirma venda de avião presidencial à Colômbia por R$ 39,5 milhões

12.abril.2021 - Conservador, Guillermo Lasso, presidente eleito do Equador, assume o cargo - REUTERS / Luisa Gonzalez
12.abril.2021 - Conservador, Guillermo Lasso, presidente eleito do Equador, assume o cargo Imagem: REUTERS / Luisa Gonzalez

Da EFE

17/05/2022 18h54Atualizada em 17/05/2022 19h46

O presidente do Equador, Guillermo Lasso, confirmou nesta terça-feira a venda de um dos dois aviões presidenciais do país para a Colômbia por US$ 8 milhões (cerca de R$ 39,5 milhões).

O avião em questão é um Embraer Legacy EMB-135-BJ, com capacidade para 14 passageiros que foi adquirido pelo Equador em 2008, na época em que Rafael Correa esteve na presidência (2007-2017), por cerca de US$ 28 milhões.

"Vendemos o avião Legacy Embraer brasileiro", afirmou no programa "Encontremo-nos pela cidadania", no qual ele é entrevistado todas as semanas por diferentes veículos de imprensa.

O presidente garantiu que a transação foi "transparente" e que a quantia será utilizada pela Força Aérea Equatoriana (FAE) para recuperar uma aeronave C-130 para transporte de tropas, "que foi abandonada" na cidade andina de Latacunga.

Com a venda da aeronave fabricada pela Embraer, a presidência do Equador conta agora apenas com um Dassault Falcon 7X, também adquirida no governo de Rafael Correa.