Meirelles: desemprego ainda está elevadíssimo, mas começará a cair no 2º semestre

Lorenna Rodrigues, Eduardo Rodrigues e Fernando Nakagawa

Brasília

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que a recessão ficou no passado e o Brasil já voltou a crescer. "Estamos ainda vivendo os efeitos da recessão, o desemprego ainda está elevadíssimo e tem reação mais lenta, mas inevitavelmente começa a cair no segundo semestre", ponderou.

Durante cerimônia que marca o primeiro ano do governo Michel Temer, o ministro disse que já é possível ver os resultados do crescimento no primeiro trimestre. Ele ressaltou que a queda da confiança levou à queda no emprego. "Isso foi revertido completamente", afirmou.

Meirelles citou medidas que foram aprovadas, como o projeto do teto de gastos, que deram previsibilidade para a economia. "É um projeto de longo prazo pela primeira vez no Brasil desde a aprovação da Constituição de 1988", completou.

O ministro listou ainda a melhora de indicadores como o risco Brasil, câmbio e a alta da bolsa. "Tudo isso está dando a base para a economia voltar a crescer", completou. "O Brasil vive um governo de profunda transformação. Encontramos um País que viveu a maior recessão da história. Foi maior do que a depressão de 1939."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos