Bolsas

Câmbio

Indústria e varejo da China crescem em ritmo mais fraco em abril

Pequim

Após um forte início de ano, a atividade na China desacelerou em vários setores importantes em abril, numa indicação de que a segunda maior economia do mundo pode ter perdido força, segundo dados oficiais publicados nesta segunda-feira.

A produção industrial chinesa, por exemplo, teve expansão anual de 6,5% em abril, após avançar 7,6% em março, como aponta pesquisa do Escritório Nacional de Estatísticas do país. O resultado ficou abaixo da expectativa de 11 economistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam acréscimo de 7%.

Na comparação mensal, a produção industrial teve alta de 0,56% em abril, depois de aumentar 0,83% em março.

Já as vendas no varejo cresceram 10,7% em abril ante igual mês do ano passado, após exibirem ganho de 10,9% em março. Neste caso, a projeção do mercado era de avanço de 10,5%.

No confronto mensal, houve alta de 0,79% nas vendas do setor varejista em abril, depois do aumento de 0,84% observado em março.

Além disso, os investimentos em ativos fixos em áreas não rurais da China subiram em ritmo mais lento, de 8,9%, entre janeiro e abril em relação ao mesmo período de 2016, após crescerem 9,2% no primeiro trimestre. Economistas previam acréscimo anual de 9,1% no primeiro quadrimestre.

Entre janeiro e março, o Produto Interno Bruto (PIB) da China garantiu crescimento anual de 6,9%, seu melhor resultado em seis trimestres. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos