Bolsas

Câmbio

Caixa diz não acreditar que crise atrapalhará Feirão da Casa Própria

Aline Bronzati

São Paulo

A Caixa Econômica Federal não espera que a nova crise política que assolou o Brasil atrapalhe a edição deste ano do Feirão Caixa da Casa Própria, de acordo com Gilberto Occhi, presidente do banco. "Estamos em crise desde o final de 2014. Dificuldade sempre existiu nesse período todo. O grande desafio é a geração de emprego. Demanda habitacional existe", afirmou ele nesta sexta-feira, 26, durante abertura do Feirão, em São Paulo.

Occhi disse ainda que o volume esperado de saques de contas inativas de mais de R$ 26 bilhões não vai atrapalhar o funding vindo do fundo de garantia (FGTS) para crédito imobiliário. A Caixa espera alcançar os R$ 40 bilhões com a iniciativa, como já anunciado pelo governo.

Para a edição de 2017 do feirão, a Caixa prevê desembolso de R$ 10,5 bilhões. O montante, se concretizado, representará leve aumento de 1,94% ante o evento do ano passado, quando o feirão movimentou R$ 10,3 bilhões em negócios, volume 6,79% menor que a cifra de 2015, de R$ 11,05 bilhões. Ao todo, foram mais de 13 mil contratações.

Neste ano, o Feirão da Caixa conta com 548 construtoras, 261 correspondentes imobiliários e 185 imobiliárias. O número de imóveis ofertados soma cerca de 228 mil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos