Bolsas

Câmbio

Diretor do BC afirma que com TLP política monetária será mais eficiente

Idiana Tomazelli e Fabrício de Castro

Brasília

O diretor de Assuntos Internacionais do Banco Central, Tiago Couto Berriel, defendeu nesta quarta-feira, 12, que a criação da Taxa de Longo Prazo (TLP) vai ampliar o poder de ação da política monetária. "A política monetária seria mais eficiente para estabilizar inflação e atividade", disse durante audiência pública para discutir a Medida Provisória (MP) 777, que cria a TLP.

"O que vimos na história recente foi uma desconexão entre política monetária e a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo, definida pelo governo). A TJLP muitas vezes andava em dissonância em relação à política monetária. A proposta de TLP amplia o poder de ação da política monetária", disse Berriel.

Segundo o diretor do BC, a criação da TLP vai permitir que não só os juros de longo prazo sejam menores, mas também as taxas cobradas da economia como um todo. "Esse é o mecanismo pelo qual a TLP influencia", explicou.

Ao proporcionar redução no pagamento de subsídios implícitos, a TLP também vai melhorar a dinâmica fiscal do País. Isso, destacou o diretor, também ajuda a reduzir os juros estruturais da economia.

Com a TLP, haverá menos crédito direcionado na economia, por isso haverá maior potência da política monetária, explicou Berriel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos