Topo

Opep avalia que estoques não estão diminuindo tanto quanto se esperava

Sergio Caldas

São Paulo

12/07/2017 08h39

A iniciativa da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e de outros grandes produtores, como a Rússia, de reduzir sua produção desde o início do ano não está levando a uma diminuição dos estoques em ritmo tão forte quanto se esperava, em meio à demanda fraca e a recuperação da produção dos EUA, afirmou hoje o secretário-geral da Opep, Mohammed Barkindo, durante conferência do setor na cidade turca de Istambul.

"Esta fase do ano é muito desafiadora, disse Barkindo, referendo-se à queda sazonal na demanda e ao aumento da oferta.

Apesar disso, Barkindo ressaltou que Opep e outros produtores continuam "firmes na decisão de implementar" cortes na produção e que a adesão ao acordo - fechado no ano passado e renovado, em maio, até o fim do primeiro trimestre de 2018 - tem sido "inédita". Com informações da Dow Jones Newswires.

Mais Economia