PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

BC diz esperar melhora em ativos problemáticos de grandes empresas em 2018

Fabrício de Castro

Brasília

17/04/2018 16h05

O diretor de Fiscalização do Banco Central, Paulo Souza, afirmou nesta terça-feira, 17, durante coletiva sobre o Relatório de Estabilidade Financeira (REF), que o BC espera ver melhoras, ao longo de 2018, na questão dos ativos problemáticos de grandes empresas. Mais cedo, Souza havia afirmado que esses ativos são um tema que "merece acompanhamento".

Isso ocorre porque, segundo ele, esses ativos muitas vezes permanecem por longo tempo no balanço das empresas. "O crédito às famílias geralmente é mais curto. A partir da inadimplência, em 180 ou 360 dias, ele acaba saindo do sistema", explicou. O mesmo ocorre com as pequenas empresas.

"Nas grandes corporações, muitas vezes a instituição teve que alongar este crédito", disse. "Aqueles créditos problemáticos, no caso das grandes, tendem a permanecer por muito mais tempo no balanço."

Ainda assim, Souza pontuou que o surgimento de novas ações judiciais contra empresas está diminuindo, o que sugere recuperação após a crise. "Acreditamos que vamos ter melhoras (em ativos problemáticos) ao longo deste ano", afirmou.