PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

'Sem reforma, orçamento fica sem controle', diz Manoel Pires

O Estado de S. Paulo

Rio de Janeiro

25/04/2018 07h20

Apesar da postergação da reforma da Previdência, Manoel Pires, coordenador do Observatório de Política Fiscal, portal que será lançado nesta quarta-feira, 25, pelo Ibre/FGV, está otimista de que a medida seja aprovada em 2019. "Se o governo não conseguir aprovar a reforma, muito provavelmente não vai conseguir ter o controle do Orçamento. Porque o gasto com a Previdência vai assumir a maior parte da despesa e o governo vai começar a canibalizar uma série de gastos públicos para conseguir manter a Previdência funcionando. Acho que isso é uma conveniência e uma oportunidade política importante em função desse contexto. Estou bastante otimista de que a gente consiga aprovar uma boa reforma no ano que vem", disse.

Os dados públicos sobre as despesas primárias começaram a ser publicados de forma consolidada pelo Tesouro Nacional em 1997. Para construir a série histórica com início em 1986, uma década antes, o portal Observatório de Política Fiscal compilou informações de fontes como Ministério da Previdência Social, fragmentos de relatórios antigos do Tesouro Nacional e Banco Central.