ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

INA da indústria paulista sobe 0,6% em março ante fevereiro, diz Fiesp

Caio Rinaldi

São Paulo

27/04/2018 12h07

O indicador de nível de atividade (INA) da indústria paulista avançou 0,6% em março ante fevereiro, na série com ajuste sazonal, revelaram nesta sexta-feira, 27, a Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp). No primeiro trimestre de 2018, o indicador constatou alta de 0,4% em comparação ao verificado ao longo do quarto trimestre do ano passado, indicando uma desaceleração da atividade industrial paulista, que teve expansão de 1,5% no último trimestre de 2017 em relação aos três meses anteriores.

Sem ajuste sazonal, o indicador registrou alta de 2,9% em março ante igual mês de 2017, e avançou 9,7% em relação ao verificado em fevereiro de 2018. Já no acumulado dos três primeiros meses de 2018 ante igual período do ano anterior, houve alta de 5,2% no indicador.

Em nota à imprensa, o segundo vice-presidente da Fiesp, José Ricardo Roriz Coelho, afirma que a trajetória de recuperação da atividade econômica brasileira e da indústria de transformação deve se manter nos próximos meses, mas ainda em ritmo moderado. "Essa retomada gradual e moderada se deve à incerteza quanto ao cenário eleitoral e ao andamento das reformas, como a da previdência", diz.

"Outro fator que contribui para o crescimento mais lento da atividade econômica são os elevados spreads bancários, limitando o efeito da queda da taxa Selic aos seus patamares mínimos históricos. A redução dos juros não chegou ainda ao consumidor", avalia Roriz.

Em relação ao uso da capacidade instalada, o nível médio de utilização em março com ajuste sazonal ficou em 75,8%, o que representa ligeira alta em relação a fevereiro (75,7%). O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) em março de 2017 estava em 74,1% na medida com ajuste sazonal.

Sensor

A pesquisa Sensor, que tenta antecipar o resultado do mês corrente, fechou em 53,3 pontos em abril, na série ajustada sazonalmente, com alta de 0,9 ponto ante o resultado de março, representando o décimo quinto mês consecutivo acima dos 50 pontos. A Fiesp/Ciesp aponta que leituras acima do patamar de 50 pontos indicam a expectativa de aumento da atividade industrial no mês.

Entre os indicadores que compõem o Sensor, a variável de vendas subiu 7,2 pontos em abril, para 61,9 pontos. O indicador de emprego teve avanço de 1,1 ponto, para 53,3 pontos. Já o indicador de estoques registrou queda de 3,3 pontos ante março (46,8 pontos), atingindo 43,5 pontos e indicando estoques acima do nível desejado. Enquanto isso, a variável que verifica as condições de mercado recuou 0,5 ponto, para 55,2 pontos em abril.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia