Bolsas

Câmbio

Receita esclarece que medida para exportador de cigarros foi ação do Congresso

Adriana Fernandes e Fernando Nakagawa

Brasília

A Receita Federal informou nesta quinta-feira, 31, que partiu do Congresso a iniciativa de permitir às empresas de tabaco produzir maços com menos de 20 cigarros exclusivamente para exportação. A mudança foi incluída pelos parlamentares no projeto de lei da reoneração da folha de pagamento. A Receita não se opôs a essa demanda empresarial e a medida não foi vetada pelo presidente Michel Temer.

Um trecho da nova lei retira a exigência de 20 unidades no maço de cigarro para exportação. Agora, empresas brasileiras poderão produzir carteiras menores, de 10 unidades, por exemplo, para vender no exterior.

O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, disse que a medida "dará mais competitividade" às empresas instaladas em solo brasileiro. Na Europa, é comum a venda de maços menores, com 10 unidades. Rachid nota, contudo, que no Brasil segue proibida a venda de maços ou carteiras com número de cigarros diferentes de 20 unidades.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos