Bolsas

Câmbio

Fux: partes procurarão preço intermediário para apresentar em juízo em 1 semana

Lu Aiko Otta

Brasília

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux encerrou nesta quarta-feira, 20, a audiência de conciliação em torno da ação direta de inconstitucionalidade da Medida Provisória 832, que regula preços mínimos para o frete rodoviário.

Após ouvir representantes dos caminhoneiros e das empresas, ficou acertado que haverá uma nova reunião daqui a uma semana, no dia 28. Até lá, as duas partes vão tentar um acordo em torno de uma tabela de preços de frete para apresentar em juízo.

Nesse período, não haverá paralisação dos caminhoneiros e será mantida a decisão da semana passada, que suspendeu a tramitação de todas as ações que questionam a constitucionalidade da MP 832.

"A reunião foi muito produtiva porque todos entenderam que o Brasil não pode mais passar pelos momentos que passou", disse o ministro. "Cada um vai dar uma cota de colaboração para o País."

Ele acrescentou, ainda, que, "não chegando a consenso", vai reavaliar a suspensão do processo até a realização da audiência pública em 27 de agosto. Essa audiência pública, explicou o ministro, será realizada com técnicos da área para "municiar o Supremo para definitivamente julgar a causa".

O ministro informou ainda que na reunião desta quarta não se discutiu a constitucionalidade da MP, pois isso poderia inviabilizar qualquer tipo de decisão consensual.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos