Bolsas

Câmbio

Gasolina tem maior impacto individual no IPCA-15 e contribui com 28% da inflação

Daniela Amorim

Rio

O aumento no preço da gasolina pressionou os gastos das famílias com Transportes, que passaram de queda de 0,35% em maio para uma elevação de 1,95% em junho, segundo os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) divulgados nesta quinta-feira, 21, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O grupamento dos combustíveis, que tinha caído 0,17% em maio, subiu 5,94% em junho.

A alta da gasolina acelerou de 0,81% em maio para 6,98% em junho.

O item foi responsável pelo maior impacto individual na inflação do mês, o equivalente a uma contribuição de 0,31 ponto porcentual, 28% do IPCA-15 de junho.

O etanol ficou 2,36% mais caro em junho, após a deflação de 5,17% registrada em maio. O óleo diesel subiu 3,06% em junho, depois de uma alta de 3,95% no mês anterior.

As passagens aéreas ficaram 2,12% mais baratas no IPCA-15 deste mês, redução menos intensa do que a verificada em maio, de -14,94%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos