ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

IBGE: Procura por frete em junho pode explicar queda de transporte em julho

Vinicius Neder

Rio

14/09/2018 12h33

A queda de 2,2% no volume de serviços prestados em julho ante junho, a maior para o mês já registrada na série histórica da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), decorreu da base de comparação elevada. Segundo Rodrigo Lobo, gerente da PMS, um excesso de demanda por frete em junho ajuda a explicar a baixa na atividade de transportes.

Em junho ante maio, o volume de serviços prestados avançou 4,8% (após revisão, pois o primeiro dado informado pelo IBGE mês passado apontava alta de 6,6%), maior alta da série histórica da PMS, iniciada em 2011. O movimento foi puxado pelos serviços de transporte, com alta de 15,5% ante maio.

Segundo Lobo, a forte alta de junho pode ser justificada por uma corrida das empresas por frete, para garantir o transporte de cargas e evitar casos de desabastecimento como ocorreu no fim de maio, por causa da greve dos caminhoneiros.

"Talvez tenha havido excesso de demanda por frete em junho", afirmou Lobo. "Provavelmente, os empresários não sabiam quanto tempo ia durar (a greve) e aceleraram pedidos", disse o pesquisador.

Em julho, parte do excesso pode ter sido devolvido, de acordo com Lobo. Os serviços de transporte tombaram 4,0% em julho ante junho, principal impacto negativo na queda de 2,2% no setor como um todo.

Mais Economia