ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Olhem o futuro sem pessimismo, diz Luiz Furlan

Gustavo Porto

Ribeirão Preto

22/09/2018 11h33

O empresário, ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e chairman do Lide, Luiz Fernando Furlan, afirmou neste sábado (22), durante a abertura do 7º Fórum de Agronegócios, que alguns setores passam por períodos mais difíceis e outros, principalmente na área de inovação vem em crescimento em duplo dígito no País. "Mas olhem o futuro sem pessimismo", salientou Furlan.

Em um breve pronunciamento, no evento, em Ribeirão Preto (SP), Furlan lembrou que o País que enfrentou "altos e baixos" e que no atual momento, "dependendo do nosso trabalho, da nossa experiência, vamos influenciar positivamente o País", concluiu.

Já o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Eumar Novacki, defendeu a desburocratização do crédito para que haja maior liberação de recursos aos produtores rurais. "Não adianta anunciar créditos volumosos, é preciso facilitar", disse o secretário no 7º Fórum Lide de Agronegócios. Novacki elogiou o Banco do Brasil e ressaltou que a instituição, maior fomentadora de recursos para o setor, tem avançado na facilitação para a tomada de recursos.

No pronunciamento, o secretário citou que o agronegócio é responsável de um em cada três empregos formais criados no País, por quase 50% das exportações e cobrou união no setor. "Não basta que governos não atrapalhem, é necessário união para estimular o setor".

Novacki lembrou que nasceu e foi criado em uma família de produtores rurais no Paraná e que, no Ministério da Agricultura, ajudou a criar o Plano Agro+ para atender os gargalos setoriais. "Entregaremos para a próxima gestão um ministério muito melhor que recebemos. Um legado de agora que colheremos no futuro".

Mais Economia