PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Consórcio IG Transmissão vence disputa por Lote 8 com deságio de 46,26% em leilão

Luciana Collet e Dayanne Sousa

São Paulo

20/12/2018 12h50

O Consórcio I.G. Transmissão e ESS Energias, formado por I.G. Transmissão e Distribuição de Energia, com 90%, e ESS Energias Renováveis, com 10%, arrematou o Lote 8 do leilão de transmissão que acontece neste momento na sede da B3, em São Paulo. O grupo ofereceu Receita Anual Permitida (RAP) de R$ 8,151 milhões para construir e operar a concessão.

O montante corresponde a um deságio de 46,26% em relação à RAP máxima estabelecida para o empreendimento, de R$ 15.168.790,00.

A empresa superou outras seis ofertas, incluindo a da Cteep, que foi a segunda melhor colocada, ao oferecer um desconto de 42,95%.

O Consórcio Olympus VII, liderado pela Alupar, fez lance com deságio de 20,23% e os demais grupos apresentaram propostas com lances de até 5% de desconto.

O Lote 8 é composto pela linha de transmissão de 230 KV Itararé II - Capão Bonito, com 108 quilômetros de extensão, a ser construída em São Paulo.

O empreendimento exige investimentos de R$ 89,394 milhões e deve gerar 223 empregos diretos, segundo estimativas da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A agência explica que o projeto é uma solução estrutural para atendimento às cargas da Região de Capão Bonito, que é atendida por um sistema radial de 230 kV proveniente de Botucatu. As obras tem prazo de 48 meses para serem executadas.

Trinta e oito empresas e consórcios disputam o leilão de transmissão, conforme documento disponibilizado pela Aneel. São ofertados no leilão desta quinta-feira 16 lotes de empreendimentos, com um total de 7.152 quilômetros de linhas de transmissão além de subestações com capacidade de transformação de 14.819 mega-volt-amperes (MVA) em 13 Estados do País (Amazonas, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins).