IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

BC publica no RTI projeções de inflação em dois cenários híbridos

Fabrício de Castro e Gustavo Porto

Brasília

27/06/2019 12h50

O Banco Central divulgou nesta quinta-feira, 27, no Relatório Trimestral de Inflação (RTI), projeções para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em dois cenários híbridos - que combinam hipóteses dos cenários de referência e de mercado.

No primeiro cenário híbrido - que considera a taxa de câmbio constante em R$ 3,85 e a evolução da Selic (a taxa básica de juros) conforme as projeções do boletim Focus -, a projeção de inflação para 2019 passou de 4,1% para 3,6%. Para 2020, foi de 3,8% para 3,9% e, para 2021, mantida em 3,8%.

No segundo cenário híbrido - que considera a taxa de câmbio do Focus e a Selic estável em 6,50% -, a projeção de inflação para 2019 passou de 3,9% para 3,6%. Para 2020, foi de 4,0% para 3,7% e, para 2021, passou de 4,3% para 4,0%.

Projeções de curto prazo

O Banco Central divulgou também no RTI suas projeções de inflação de curto prazo, que abarcam os meses de junho, julho e agosto. A previsão para o IPCA - o índice oficial de inflação - para junho é de 0,01%. Já a projeção para julho é de 0,13% e, para agosto, de 0,10%.

No Focus mais recente, divulgado na última segunda-feira, as projeções do mercado financeiro para o IPCA eram de -0,02% em junho, 0,20% em julho e 0,12% em agosto.

Mais Economia