IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Até operadora em Angola está à venda

Circe Bonatelli e Mônica Scaramuzzo

São Paulo

17/07/2019 07h13

A estratégia da Oi é levantar entre R$ 6,5 bilhões e R$ 7,5 bilhões com a venda de negócios não estratégicos até 2021. No pacote, estão a participação da Oi na Unitel (operadora de Angola), torres, uma empresa de data center, além de imóveis, que já tinham sido oferecidos ao mercado no momento mais agudo da companhia.

A expectativa da operadora é levantar cerca de US$ 1 bilhão com a venda de sua fatia na Unitel. Entre os potenciais compradores estão a empresária angolana Isabel dos Santos, filha do ex-presidente José Eduardo dos Santos, que é acionista da tele.

Outra oferta poderá ser feita pela Sonangol, petroleira estatal angolana, também sócia da operadora. No mercado, contudo, esses desinvestimentos deverão demorar para serem concretizados.

As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Aprenda truques para deixar o WhatsApp mais seguro

UOL Notícias

Economia