IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Estamos analisando impacto do anúncio da Argentina sobre dívida, diz FMI

Gabriel Bueno da Costa

Em São Paulo

28/08/2019 20h15

O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou, em comunicado de seu porta-voz principal, Gerry Rice, que está "em processo de analisar e avaliar o impacto" das medidas relativas à dívida da Argentina anunciadas hoje pelo governo local.

"A equipe [do FMI] entende que as autoridades tomaram esses passos importantes para fazer frente às necessidades de liquidez e para salvaguardar as reservas", diz a nota.

O FMI informa ainda que a equipe dirigida por Roberto Cardarelli regressa hoje a Washington, como previamente programado, após manter "conversas produtivas" com o ministro das Finanças, Hernán Lacunza, o presidente do Banco Central da República Argentina (BCRA), Guido Sandleris, e suas respectivas equipes.

"O pessoal do FMI também se reuniu com o sr. Alberto Fernández e membros de sua equipe econômica para trocar visões sobre a economia argentina", afirma Rice. Fernández é o candidato oposicionista favorito a vencer a disputa pela presidência, que terá primeiro turno em 27 de outubro.

O comunicado diz ainda que o FMI seguirá "em contato estreito com as autoridades" no futuro próximo e que o Fundo "seguirá ao lado da Argentina nesses momentos desafiadores".

Mais cedo, Lacunza anunciou medidas para lidar com o quadro de estresse financeiro na Argentina, entre elas a extensão no prazo de pagamento para dívidas de curto prazo para investidores institucionais, e também disse que o governo do presidente Mauricio Macri pretende renegociar os termos do acordo com o FMI.

Economia