IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Meirelles, sobre reforma tributária: solução é unificar ICMS e ISS no IBS

Henrique Meirelles participa de almoço-debate do Grupo de Líderes Empresariais (Lide) - Murilo Góes/UOL
Henrique Meirelles participa de almoço-debate do Grupo de Líderes Empresariais (Lide) Imagem: Murilo Góes/UOL

Francisco Carlos de Assis

São Paulo

14/10/2019 14h37

O secretário de Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles, disse hoje que a solução para a questão tributária no Brasil passa pela unificação dos impostos estaduais e municipais. Para ele, o ICMS e o ISS poderiam ser unificados no Imposto sobre Bens e Serviços (IBS).

"Com a unificação desses impostos, se colocaria fim na discussão sobre o que são serviços e o que são bens", afirmou Meirelles, acrescentando que o discernimento se tornou muito complexo depois do avanço da tecnologia. O secretário citou como exemplo as discussões sobre o que o Facebook vende, se são bens ou serviços.

Ele disse ainda esperar que o governo federal também unifique seus impostos. Meirelles participa de almoço-debate do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), em São Paulo.

Meirelles demonstrou otimismo em relação à aprovação da reforma tributária e, entre os vários fatores favoráveis, segundo ele, está a unanimidade dos Estados, pela primeira vez em 30 anos, em torno de uma reforma.

Ouça o podcast Baixo Clero, com análises políticas de blogueiros do UOL. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia