IPCA
0,1 Out.2019
Topo

BNDES anuncia estudos para privatização da Casa da Moeda

Edital da licitação, que se dará na forma de pregão eletrônico, já está disponível na internet e na sede do BNDES no Rio -
Edital da licitação, que se dará na forma de pregão eletrônico, já está disponível na internet e na sede do BNDES no Rio

Luci Ribeiro

Brasília

08/11/2019 10h47

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) avisa no Diário Oficial da União (DOU) que contratará "serviços relativos à estruturação e implementação da desestatização da Casa da Moeda do Brasil".

Os serviços incluem avaliação econômico-financeira e uma série de estudos para diagnóstico e propostas de alternativas de desestatização, execução da modelagem e conclusão do processo de desestatização, além de Assessoria de Comunicação e Gestão de stakeholders, Assessoria Jurídica e Gerenciamento e Suporte das Atividades.

Segundo o aviso, o edital da licitação, que se dará na forma de pregão eletrônico, já está disponível na internet e na sede do BNDES no Rio de Janeiro.

Os interessados podem enviar propostas a partir desta sexta-feira, 8, e o pregão será efetivamente realizado no dia 25 de novembro às 11 horas no site www.comprasnet.gov.br.

Nesta semana, o presidente da República, Jair Bolsonaro, editou a Medida Provisória 902/2019, que tem como objetivo quebrar o monopólio de serviços da Casa da Moeda. Hoje, a empresa tem o direito exclusivo para emissão de papel-moeda, moeda metálica, caderneta de passaporte e selos fiscais federais.

Com o fim do monopólio, outras empresas - inclusive estrangeiras - poderão participar de concorrência para prestar esses serviços.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia