PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

RTI: ciclo econômico atual recomenda cautela na condução da política econômica

Fabrício de Castro e Eduardo Rodrigues

Brasília

19/12/2019 09h14

O Banco Central (BC) voltou a indicar nesta quinta-feira, 19,, por meio do Relatório Trimestral de Inflação (RTI), que "o atual estágio do ciclo econômico recomenda cautela na condução da política monetária". Na semana passada, o colegiado reduziu a Selic (a taxa básica de juros) de 5,00% para 4,50% ao ano. Foi o quarto corte consecutivo no atual ciclo de baixa da taxa básica, após 16 meses de estabilidade.

No RTI, agora divulgado, o BC também repetiu uma ideia contida no comunicado da decisão da semana passada e na ata do encontro, publicada na última terça-feira, 17: a de que "seus próximos passos continuarão dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação".

Na semana passada, economistas do mercado financeiro haviam avaliado, com base nestes comentários, que o BC tende a ser mais cauteloso na decisão de fevereiro do Copom. A expectativa é de que a Selic seja mantida em 4,50% ao ano em fevereiro ou passe por um corte menor, de 0,25 ponto porcentual.

Emergentes

O BC reafirmou nesta quinta, por meio do RTI, que os estímulos monetários adotados pelas principais economias, "em contexto de inflação abaixo das metas", têm sido capazes de "produzir ambiente relativamente favorável para economias emergentes".

Esta avaliação já havia sido feita no comunicado da semana passada do Copom, quando a Selic caiu de 5,00% para 4,50% ao ano. Ela também apareceu na ata do encontro do colegiado, publicada na última terça-feira.