PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Derrubar veto a reajuste de servidores pode impactar auxílio, diz Barros

Marlla Sabino e Julia Lindner

Brasília

20/08/2020 14h34

O novo líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), afirmou que a derrubada do veto ao reajuste de salários de servidores durante a pandemia pode impactar na prorrogação do auxílio emergencial. Ele disse que as novas parcelas do benefício, ainda sem valor definido, deverão ser anunciadas "eventualmente" pelo presidente Jair Bolsonaro.

Barros concedeu entrevista coletiva ao lado do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e outros líderes. "Essa decisão é muito importante hoje, porque o presidente vai anunciar eventualmente uma prorrogação do auxílio emergencial e este impacto pode, vai certamente mudar a possibilidade dos valores e do prazo que esse auxílio pode ser prorrogado", afirmou. "Estamos muito empenhados em conseguir os votos para manter o veto."

Assim como o presidente da Câmara, Barros também reforçou a defesa à manutenção do teto de gastos. "Não queremos furar o teto, nós precisamos conter as despesas. Se a despesa cresce, vai encostar no teto. Se nós furamos o teto, nós vamos ter aumento de juros."