PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Bolsonaro diz que fez 'aproximação' ao citar auxílio emergencial de mil dólares

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante entrega de equipamentos à superintendência da PRF no Rio de Janeiro - Carolina Antunes/PR
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante entrega de equipamentos à superintendência da PRF no Rio de Janeiro Imagem: Carolina Antunes/PR

Emilly Behnke, Nicholas Shores e Daniel Galvão

24/09/2020 20h20

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite desta quinta-feira, 24, que aproximou o valor do auxílio emergencial em seu discurso à Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), na terça-feira. Em live nas redes sociais, o chefe do Executivo explicou que o cálculo foi feito com base no volume pago e a quantidade de brasileiros que receberam o auxílio, somadas as parcelas.

"Eu disse no meu discurso da ONU que o total do auxílio emergencial era próximo de US$ 1000, na verdade, dá US$ 960, mas foi o suficiente para baterem em mim", comentou. "Dos 65 milhões que receberam de R$ 600 tínhamos ali 12 milhões de senhoras com filhos, essas receberam o dobro, o que eleva a média", justificou.

O presidente repetiu ainda que o novo valor de R$ 300, apesar de pouco para o cidadão, era muito para o Brasil e o seu endividamento. "Quando nos endividamos temos que pagar com juros", acrescentou. Bolsonaro destacou que o custo da pandemia deve ser próximo a R$ 1 trilhão.