PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Prejuízo da Gol sobe para R$ 1,696 bilhões no 3º trimestre de 2020

Empresa sofreu impactos com a redução de voos devido à pandemia - Divulgação
Empresa sofreu impactos com a redução de voos devido à pandemia Imagem: Divulgação

Cristian Favaro

São Paulo

04/11/2020 10h27

A Gol reportou prejuízo líquido de R$ 1,696 bilhão no terceiro trimestre de 2020, crescimento significativo na comparação com o prejuízo de R$ 171 milhões em igual período de 2019. De forma geral, a empresa ainda foi prejudicada pelos impactos da pandemia covid-19, que deixou em xeque a demanda por voos no trimestre.

O Ebitda (resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi de R$ 284 milhões, queda de 75% na comparação anual. A margem Ebitda ajustada foi de 29,1%, contra 30,7% um ano antes.

A receita líquida da empresa no trimestre foi de R$ 975 milhões, queda de 74% em relação ao terceiro trimestre de 2019. A empresa destacou, entretanto, que o resultado representa um crescimento de 172% na comparação com o segundo trimestre.

"A receita mensal iniciou com R$ 240 milhões em julho e terminou com R$ 465 milhões em setembro, representando crescimento de 94% dentro do 3T20", disse a empresa, sinalizando uma retomada do seu negócio.

A Gol registrou despesa financeira líquida de R$ 927,1 milhões, aumento de 17,3% na comparação com o terceiro trimestre de 2019.

O crescimento veio em decorrência das perdas em itens como ESN (Exchangeable Senior Notes, ou títulos conversíveis em ações), das despesas com juros de empréstimos e financiamentos (que aumentaram R$ 70,6 milhões) e da queda de ganhos com aplicações financeiras de R$ 23,2 milhões na comparação trimestral.

O impacto negativo foi parcialmente compensado pela variação cambial do período, que foi R$ 149,1 milhões menor em relação ao terceiro trimestre de 2019 e pelas despesas líquidas com derivativos que foram R$ 36,7 milhões inferiores em igual base.