PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Legado de Safra ficará sempre marcado na história do Brasil, diz Febraban

O banqueiro Joseph Safra morreu aos 82 anos - Mastrangelo Reino/Folhapress
O banqueiro Joseph Safra morreu aos 82 anos Imagem: Mastrangelo Reino/Folhapress

André Ítalo Rocha

São Paulo

10/12/2020 10h42

A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) emitiu nota hoje na qual afirma que recebeu com muito pesar a notícia da morte de Joseph Safra, dono do Banco Safra. Nascido no Líbano e naturalizado brasileiro, Safra morreu hoje, aos 82 anos, de causas naturais.

"O legado de sua atuação no desenvolvimento da economia nacional ficará sempre marcado na história do Brasil, país que ele adotou 58 anos atrás", afirma em nota o presidente da Febraban, Isaac Sidney.

Sidney ressaltou que Safra, além de ter sido uma figura emblemática do setor bancário no Brasil, descendente de banqueiros e com visão estratégica sobre o País, foi também um exemplo como empresário e filantropo.

"Sua contribuição para escolas, museus e instituições, não só no Brasil, quanto em outros países, é marcante", destaca o presidente da Febraban.