PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Vale: Samarco inicia retomada gradual de operações em Mariana

r Luísa Laval

23/12/2020 19h36

A Vale comunicou que a que a Samarco Mineração iniciou nesta quarta-feira, 23, a retomada gradual de suas operações, com a retomada integrada das operações dos Complexos de Germano, localizado em Mariana (MG), e Ubu, em Anchieta (ES).

As operações da empresa reiniciaram com capacidade de produção com a utilização de um de seus três concentradores para beneficiamento de minério de ferro no Complexo de Germano e uma das quatro usinas de pelotização do Complexo de Ubu, representando 26% da capacidade produtiva da Samarco.

Segundo a Vale, o reinício das operações ocorre após extensos testes de comissionamento, garantindo uma retomada segura após cinco anos. A Samarco utilizará novos processos de disposição de rejeitos, refletindo seu compromisso com a retomada sustentável e a segurança operacional.

O fato relevante destaca que a Samarco está utilizando novas tecnologias para empilhamento de rejeitos secos. "Com o processo de filtragem, a Samarco espera poder drenar a parte arenosa do rejeito, que representa 80% do total de volume de rejeitos, e empilhá-la de forma segura. Os 20% restantes serão depositados na cava Alegria Sul, uma estrutura confinada, o que aumenta a segurança", aponta. Adicionalmente, a Samarco está avançando no descomissionamento da barragem de Germano, seguindo os padrões de segurança exigidos, conforme comunicado.

De acordo com a o documento, Vale, BHP Billiton Brasil e Samarco continuam focadas na reparação integral das pessoas e áreas afetadas pelo rompimento da barragem de Fundão. A Fundação Renova, responsável pela execução dos programas de reparação, pagou indenizações e auxílios emergenciais para mais de 321 mil pessoas até outubro de 2020. Desde 2015, aproximadamente R$ 10 bilhões foram investidos nos 42 programas acordados no Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC), dos quais R$ 9 bilhões foram investidos em ações.