PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Queda de 0,2% no volume de serviços em dezembro interrompe 6 meses da altas

Vinicius Neder

Rio

11/02/2021 11h17

A queda de 0,2% no volume de serviços prestados em dezembro ante novembro de 2020 quebrou uma sequência de seis meses de altas, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ao divulgar a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS).

Com a parada na retomada após o fundo do poço da crise causada pela covid-19, o setor recuperou 80% do que havia perdido em março e abril.

O nível de atividade do setor está 3,8% abaixo do registrado em fevereiro, antes da pandemia, e 14,5% abaixo do recorde da série da PMS, registrado em novembro de 2014.

O nível atual de atividade é "ligeiramente" superior ao registrado em maio de 2018, quando a greve de caminhoneiros parou o País, disse Rodrigo Lobo, gerente da PMS.

Segundo Lobo, dado o caráter presencial da maioria dos serviços, não dá para dissociar a plena recuperação da atividade dos serviços de uma solução para a crise sanitária causada pela pandemia. Na avaliação do pesquisador, apenas a vacinação em massa da população dará a segurança para o pleno funcionamento dos serviços.

"Para além de qualquer medida que governo ou empresas possam adotar, nada vai ser mais importante do que a vacinação em massa da população, para que as pessoas percam o receio de viajar e caiam restrições ao funcionamento dos serviços presenciais", afirmou Lobo.

Por isso, o recrudescimento da pandemia no fim de 2020, com aumento do número de casos e mortes por covid-19, poderá ser mais um "limitador" da retomada do setor, disse Lobo.

Segundo o pesquisador, ainda não é possível relacionar esse recrudescimento com o recuo de 0,2% no volume de serviços prestados em dezembro ante novembro. Será preciso observar o comportamento de empresas e consumidores em janeiro e fevereiro.