PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Lira fala em 'tranquilidade' e diz que PEC Emergencial será concluída hoje

Presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) disse que votação da PEC Emergencial deve ser finalizada hoje - Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo
Presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) disse que votação da PEC Emergencial deve ser finalizada hoje Imagem: Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo

Camila Turtelli

Brasília

11/03/2021 13h19Atualizada em 11/03/2021 13h49

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), chegou à Câmara nesta quinta-feira acompanhando do ministro que cuida da articulação política do presidente da República, Jair Bolsonaro, o chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, para tentar concluir a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial.

"A manutenção do texto é imperiosa, pelos acordos que foram feitos. O governo cedeu um pouco, plenário da Câmara ajustou. É importantíssimo que terminemos hoje essa PEC e passarmos para outros assuntos que são justamente a Reforma Administrativa, com a CCJ Comissão de Constituição e Justiça já instalada, e a liberação do relatório - vamos avaliar nesse fim de semana - para que se apresente também o mais rápido possível o da Reforma Tributária", disse Lira.

A Câmara deve aprovar dois destaques hoje ao texto para liberar a promoção e progressão aos servidores públicos. "Foi um ponto que se teve de ceder para aprovação da PEC no plenário", disse Lira. "Hoje termina o segundo turno com todos os seus destaques", previu.

Sobre a presença de Ramos, que ontem também esteve no plenário da Casa, Lira disse que a visita é algo normal. "Ele é o ministro da Secretaria de Governo, é quem trata da política de governo, é quem tem a relação com os parlamentares. É função dele estar em contato direto com o Parlamento, para acompanhar votações importantes para o governo. Nada de especulação. Clima está de tranquilidade", disse.

PUBLICIDADE