PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Pacheco: Comissão mista da reforma tributária deve ser prorrogada por 30 dias

Jair Bolsonaro e Rodrigo Pacheco, presidente do Senado - Mateus Bonomi/Agif - Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo
Jair Bolsonaro e Rodrigo Pacheco, presidente do Senado Imagem: Mateus Bonomi/Agif - Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo

Daniel Weterman

Brasília

30/03/2021 16h47

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), anunciou que deve prorrogar por mais 30 dias o funcionamento da comissão mista que discute a reforma tributária no Congresso Nacional. O prazo para conclusão de uma proposta termina nesta quarta-feira, 31. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa após reunião de Pacheco com o relator da comissão, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

A decisão sinaliza um atraso na votação da proposta pelo Congresso Nacional. No início de fevereiro, Pacheco e o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), anunciaram um acordo para aprovar a reforma no Congresso em um prazo de seis a oito meses.

A falta de um alinhamento sobre o conteúdo da proposta, porém, pode inviabilizar uma votação nas duas casas legislativas. "Temos que considerar que, além da complexidade, a reforma tributária é prioridade", disse o presidente do Senado.

PUBLICIDADE