PUBLICIDADE
IPCA
+0,31 Abr.2021
Topo

Leilão da Cedae mobilizou capital que não se via desde a Vale, diz BNDES

Gustavo Montezano, presidente do BNDES - ADRIANO MACHADO
Gustavo Montezano, presidente do BNDES Imagem: ADRIANO MACHADO

Denise Luna e Luísa Laval

Rio e São Paulo

30/04/2021 16h47

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, elogiou o leilão da Cedae, afirmando que os investimentos serão responsáveis pela geração de 50 mil empregos e pelo benefício a 12 milhões de pessoas. "Mobilizamos um capital de privatização que não se via desde a privatização da Vale", afirmou.

Segundo Montezano, o certame representa iniciativas para reduzir a desigualdade social no País. "O Rio está enfim recebendo uma oportunidade única de sair do século XIX e passar para o XXI", disse.

O representante também agradeceu os prefeitos do Rio de Janeiro, por aderirem à realização do certame. "Parabéns aos 35 prefeitos que aderiram a esse projeto, desconheço na América Latina obra com tamanho impacto ambiental".

O leilão levantou R$ 22,689 bilhões, com a venda dos blocos 1,2 e 4. O bloco 3 não teve propostas.