PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Geração eólica bate novo recorde no Nordeste e solar também cresce

Nordeste é responsável por 86% da produção de energia eólica do Brasil - Marilia Barros
Nordeste é responsável por 86% da produção de energia eólica do Brasil Imagem: Marilia Barros

Denise Luna

Rio

29/06/2021 17h08

Em tempos de crise nas hidrelétricas, a geração eólica e solar bateram recorde no Nordeste e ajudaram a abastecer o País na segunda-feira, informou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Na segunda-feira, 28, a energia eólica registrou novo recorde ao atingir geração instantânea (pico) de 10.856 MW, às 23h44.

O volume foi suficiente para atender a 96,1% da demanda do subsistema do Nordeste naquele momento. O último recorde, deste mesmo tipo, havia sido registrado há cerca de um mês, no dia 26 de maio, quando foram produzidos 10.612 MW.

Em menor escala, a geração solar também contribuiu para o atendimento do Sistema Interligado Nacional (SIN) com geração de 681 MW médios, representando 6,4% da demanda do Nordeste.

"O número indica um crescimento de 2,1% em comparação ao último recorde, registrado no dia 24 de maio, quando foram produzidos 667 MW médios na mesma região", disse o ONS em nota.

A fonte também registrou recorde na geração instantânea, atingindo 1.873 MW às 12h25 da segunda-feira, representando 17,7% da demanda na região, superando o último recorde do dia 8 de abril.

A energia eólica, atualmente, representa 10,6% da matriz elétrica brasileira e a expectativa é que chegue ao fim de 2021 representando 11,1%. Já a energia solar representa 2% da matriz, com expectativa de atingir 2,5% até o fim do ano.