PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Petrobras bate recorde na oferta de GNL para atender térmicas

O aumento ocorreu em função do maior despacho de usinas térmicas no país, diante da pior crise hídrica em 91 anos - Jorge Hely/Framephoto/Estadão Conteúdo
O aumento ocorreu em função do maior despacho de usinas térmicas no país, diante da pior crise hídrica em 91 anos Imagem: Jorge Hely/Framephoto/Estadão Conteúdo

Denise Luna

Do Estadão Conteúdo

17/07/2021 08h01Atualizada em 17/07/2021 15h10

A Petrobras atingiu em junho recorde histórico na oferta de GNL (Gás Natural Liquefeito) regaseificado no país, com um volume instantâneo de 42 milhões de metros cúbicos por dia (m³/dia), informou na sexta-feira (16) a estatal. O aumento ocorreu em função do maior despacho de usinas térmicas no país, diante da pior crise hídrica em 91 anos.

"Esse marco viabilizou a oferta total de 109,4 milhões de m³/dia de gás natural, um dos maiores volumes dos últimos anos. A oferta total compreende o gás natural produzido no país, a parcela recebida pelos terminais de regaseificação e o volume importado da Bolívia", disse a Petrobras em nota.

O volume de GNL regaseificado é equivalente a todo o volume da produção nacional injetado pela Petrobras na malha integrada atualmente, ou mais do que o dobro do volume de gás importado da Bolívia.

O resultado faz parte de um conjunto de iniciativas que a Petrobras vem adotando para aumentar a oferta de gás natural e garantir o suprimento do mercado nacional neste período de demanda elevada, que teve início no quarto trimestre de 2020, com o incremento das operações das termelétricas determinado pelo ONS.

PUBLICIDADE