PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Para presidente do BC, preços de energia têm subido e Brasil está no pico

Presidente do BC também comentou sobre a queda recente do preço minério e disse que isso tende a impactar a balança comercial do Brasil - Marcos Corrêa/PR
Presidente do BC também comentou sobre a queda recente do preço minério e disse que isso tende a impactar a balança comercial do Brasil Imagem: Marcos Corrêa/PR

Thaís Barcellos e Eduardo Rodrigues

Em São Paulo e Brasília

01/10/2021 12h51

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou hoje, em webinar do Morgan Stanley, que os preços de energia têm subido ao redor do mundo e, no Brasil, estão no pico. Segundo ele, porém, o problema deve ser mais persistente em países emergentes.

Também em webinar do Morgan Stanley, o presidente do Banco Central comentou sobre a queda recente do preço minério e disse que isso tende a impactar a balança comercial do Brasil.

Campos Neto ainda repetiu que as commodities não estão se comportando mais na mesma direção.

Avaliou, no entanto, que há um início de estabilização dos preços de commodities e que a maior probabilidade é de que isso continue. "É difícil dizer se é um novo processo ou se teremos novo aumento, mas acho que é mais provável uma estabilização", disse, comentando que a estabilização do crescimento da Ásia e da China tem um efeito nessa direção.

Campos Neto ainda reconheceu que a moeda brasileira não "reagiu" para absorver o choque de commodities, mas que isso foi visto também em outros países. "Prêmios de risco criaram situação de fraqueza para algumas moedas", afirmou, acrescentando que a desvalorização do real foi maior em 2020 do que em 2021.

PUBLICIDADE