PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Atraso na entrega e propaganda enganosa são principais queixas na Black Friday

Até agora, a média está em 138 reclamações por hora - Getty Images
Até agora, a média está em 138 reclamações por hora Imagem: Getty Images

São Paulo

26/11/2021 11h34Atualizada em 26/11/2021 15h28

De acordo com a plataforma Reclame Aqui, utilizada para postagens de reclamações sobre produtos e serviços por consumidores, "atraso na entrega" e "propaganda enganosa" são as principais queixas de clientes até o início da Black Friday, nesta sexta-feira (26).

Os dados foram compilados desde as 12 horas da quarta-feira (24) até às 6 horas desta sexta. Neste período, já foram publicadas 5.678 reclamações referentes ao tema. Isso é um aumento de 17% em relação ao mesmo período do ano passado.

Até agora, a média está em 138 reclamações por hora, contando posts apenas de Black Friday. Da mesma forma como aconteceu em 2020, as grandes redes de ecommerce figuram no topo de reclamações.

Top 3

O Top 3 dos problemas registrados possui "atraso na entrega, com 20,88% das reclamações, "propaganda enganosa, com 16,59%, e "estorno do valor pago", com 8,82%.

No ranking de reclamadas, aparecem Americanas Marketplace, com 272 queixas, Amazon, com 262, e Magazine Luiza - Loja Online, com 146. Em nota ao UOL, a Amazon afirmou que ontem houve um problema no site e que foi rapidamente corrigido. "Lamentamos qualquer inconveniente causado e entraremos em contato com os clientes impactados", disse a comunicação da empresa.

A Americanas falou que nessa época a quantidade de compras sobe e "as reclamações do ranking parcial de Black Friday do Reclame Aqui têm baixa representatividade diante do volume recorde de pedidos no período". A empresa disse oferecer diversos serviços de suporte para o cliente "24 horas durante o evento", como canais digitais de chat no Google e redes sociais. "Essas iniciativas que contribuíram para um atendimento até 40% mais rápido e eficiente, em comparação ao ano anterior", afirmou ao UOL.

O UOL entrou em contato também com a Magazine Luiza e aguarda resposta.

Já o Top 3 de itens reclamados tem "smartphones", com 8,08% das queixas, "serviço de entrega", com 5,48%, e tênis, com 4,14%.

PUBLICIDADE