PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

BC da Rússia reduz taxa de juros em 300 pontos-base, a 14%

São Paulo

29/04/2022 08h42

O Banco da Rússia (BoR) cortou a taxa básica de juros em 300 pontos-base, a 14% ao ano, em decisão de política monetária anunciada nesta sexta-feira. Em comunicado, a instituição deixou em aberto a possibilidade de novo corte em 2022, se a economia evoluir conforme as previsões.

O Banco reconhece um ambiente externo "desafiador" que limita a atividade econômica russa, mas afirma que a redução dos riscos às estabilidades de preços e do setor financeiro permitiu a diminuição da taxa de referência.

O BC do país atribui a desaceleração da alta nos preços ao fortalecimento do rublo e ao enfraquecimento do consumo. Na avaliação do BoR, as dinâmicas futuras de inflação dependerão da eficiência do processo de substituição de importações. "A política monetária adota pelo Banco da Rússia terá em conta a necessidade de ajustamento estrutural da economia e garantirá que a inflação volte à meta em 2024", destaca.

A autoridade monetária prevê que a inflação russa anual ficará entre 18% e 23% em 2022, antes de recuar à faixa entre 5% e 7% em 2023 e chegar a 4% em 2024. "A decisão de hoje do Banco da Rússia, juntamente com os atuais programas governamentais de concessão de empréstimos, apoiará a disponibilidade de recursos de crédito na economia e limitará a escala do declínio da atividade econômica", pontua.

Em fevereiro, o BoR elevou os juros de 9,5% a 20% logo após a Rússia invadir a Ucrânia. Para estancar a queda do rublo e contornar as sanções ocidentais contra Moscou, a instituição também aplicou alguns controles de capitais, que conseguiram estabilizar a moeda local. Com isso, o banco voltou a cortar a taxa básica.