PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Presidente do Fed indica que CPI de maio provocou mudança por ajuste mais agressivo

São Paulo, 15

15/06/2022 17h38

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, reconheceu que o consenso apontava para uma alta de 50 pontos-base nos juros no encontro desta quarta-feira, mas indicou que a elevada leitura de inflação ao consumidor, na última sexta-feira, forçou a autoridade monetária a decidir por um ajuste mais agressivo.

Em coletiva de imprensa após decisão por alta de 75 pontos-base, Powell disse que espera que o 'forward guidance' ainda seja crível, embora reforce que os planos dependerão dos dados e circunstâncias econômicas.

O dirigente acrescentou que números de expectativas inflacionárias também foram levados em consideração. De acordo com ele, as métricas ainda sugerem que a inflação vai cair, mas subiram recentemente, o que foi visto como preocupante. Ele reforçou que é "muito importante" que as expectativas fiquem estáveis. "Em algum momento, veremos progresso na inflação e reagiremos de acordo", comentou.

Powell também pontuou que não há razões para crer que o atual processo de redução do balanço de ativos (QT, na sigla em inglês) possa provocar problemas de liquidez nos mercados. Na visão dele, ainda é possível promover um pouso suave na economia, isto é, apertar a política monetária sem provocar recessão.